Forno Mufla: entenda como ele funciona!

Forno Mufla: entenda como ele funciona!

Para que os experimentos e os processos de fabricação sejam bem-sucedidos, é essencial que os laboratórios estejam equipados com tecnologia de ponta. Você sabe o que é e para que serve o Forno Mufla?

No texto de hoje, nós vamos explicar quais são as principais aplicações desse equipamento. Continue a leitura e aproveite para tirar suas dúvidas!

O que é o Forno Mufla?

Um Forno Mufla, também chamado apenas de Mufla, é um equipamento que funciona de maneira semelhante a uma estufa. Em outras palavras, ele se torna indispensável porque provoca a elevação das temperaturas, requisito essencial para a calcinação de substâncias.

Na prática, a composição de um forno mufla permite que a temperatura interna ultrapasse os 1000ºC. Para suportar as altas temperaturas, uma câmara metálica recebe um revestimento de material refratário.

Merece destaque a diversidade de modelos disponíveis para comercialização no mercado. Conforme o fabricante, a oscilação de temperatura pode variar entre 200 ºC e os 1400ºC.

Qual a dinâmica de funcionamento de um forno Mufla?

O principal objetivo da utilização de um forno mufla em pesquisas científicas é permitir que os pesquisadores monitorem o aquecimento de diversos materiais, com um mecanismo de proteção para impedir a incorporação de resíduos decorrentes do processo de combustão.

O mecanismo para impedir que o material que está em processo de aquecimento seja contaminado por cinzas, gases e outros tipos de resíduos pode ser explicado pela maneira com que o Forno Mufla foi projetado.

Na prática, isso significa que as câmaras de aquecimento e combustão funcionam de maneira independente. Outra vantagem que justifica a sua indicação é a capacidade que esse aparelho possui de manter altas temperaturas por períodos longos, permitindo uma análise mais aprofundada do objeto de estudo.

Em que consiste a calcinação?

Para que não restem dúvidas, neste último tópico vamos explicar melhor o princípio da técnica de calcinação. A base desse processo está em decompor materiais por meio das altas temperaturas.

Ao final desse processo, é possível identificar alterações nas propriedades físico-químicas das matérias-primas, que permanecem livres de quaisquer impurezas, substâncias voláteis ou até mesmo água.

Este equipamento ajuda a atestar a eficiência dos processos de controle de qualidade realizados em indústrias dos mais variados segmentos. No segmento alimentício, esse equipamento é bastante utilizado, por exemplo, na bromatologia, que se dedica ao estudo da composição química dos ingredientes,

Agora que você já sabe qual relação entre cólica e endometriose, para que serve um Forno Mufla, entre em contato com a equipe da Up para conhecer melhor o nosso acervo. Até a próxima!

Compartilhar esta postagem

Comentários (2)

  • Sharles Chagas Reply

    Onde uso ele?

    23 de janeiro de 2020 at 06:28
    • admin Reply

      em ensaios !

      16 de março de 2020 at 10:23

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Olá! Entre em contato conosco via whatsapp por aqui.